Rio inaugura usina termelétrica movida a lixo; unidade vai gerar energia para 70 mil casas

Rio inaugura usina termelétrica movida a lixo; unidade vai gerar energia para 70 mil casas

Já começou a operar no Rio de Janeiro uma usina termelétrica que utiliza o lixo e gera energia equivalente à necessária para abastecer 70 mil residências por dia.

A Nova Iguaçu Energia e Gás Renovável é a maior desse tipo no estado do Rio, e, segundo as empresas responsáveis, uma das cinco maiores do país, localizada na Central de Tratamento de Resíduos de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. 

A energia é produzida a partir do biogás extraído da central de resíduos que recebe diariamente cerca de 5 mil toneladas de lixo de Nova Iguaçu, Mesquita, Nilópolis, Belford Roxo e Duque de Caxias.

O presidente do Conselho de Administração da Nova Iguaçu Energia e Gás Renovável, Manuel Antônio Avelino, explica que, entre os benefícios da usina, além do aproveitamento do lixo, está o fato de a planta poder ser instalada próxima aos consumidores da energia final, diminuindo assim custos de transmissão e os impactos em comparação, por exemplo, a uma hidrelétrica.

A unidade é interligada ao sistema elétrico. Os geradores da usina são alimentados com 9.500 metros cúbicos de biogás por hora. Segundo as empresas responsáveis pela termelétrica, Arcadis Logos Energia e JMalucelli, a usina também faz um tratamento do biogás para remoção de condensados e subprodutos inadequados, o que torna a energia menos poluidora do que a gerada por térmicas movidas a carvão, óleo o gás natural.

As companhias prometem para o ano que vem o lançamento de outra usina movida a biogás no aterro sanitário de São Gonçalo, na região metropolitana do Rio, que vai gerar energia suficiente para abastecer 35 mil residências.

De acordo com as empresas, o Brasil destinou em 2018 mais de 42 milhões de toneladas de resíduos sólidos para aterros sanitários, mas apenas 9% desse material foi utilizado para geração de eletricidade. Com a colaboração de Tatiana Alves, da Rádio Nacional no Rio de Janeiro, Raquel Júnia.

Rio inaugura usina termelétrica movida a lixo; unidade vai gerar energia para 70 mil casas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *