Pescadores artesanais pedem para serem incluídos no pagamento de auxílio emergencial

Pescadores artesanais pedem para serem incluídos no pagamento de auxílio emergencial

Mais de 200 associações e entidades de pescadores artesanais assinaram um documento pedindo medidas para que todos os trabalhadores da categoria recebam o auxílio emergencial criado para enfrentar os impactos do coronavírus.

A medida prevê R$600 de auxílio para trabalhadores informais e autônomos que perderam o sustento com as medidas de isolamento impostas.

Mas, os pescadores artesanais alegam que desde 2012 o governo não emite novos documentos de Registro Geral do Pescador, além de cancelar ou suspender outros existentes.

O coordenador da Confrem, uma comissão que reúne pescadoras, marisqueiras e extrativistas, Carlos Alberto dos Santos, destaca que muitos pescadores ficaram sem o auxílio emergencial liberado na época do derramamento de óleo nas praias do Nordeste.

Carlos Alberto, que é pescador no sul da Bahia, na região de Abrolhos, conta que a queda no comércio e no turismo causado pelo isolamento já começa a afetar a renda dos trabalhadores.

As entidades associadas estimam em mais de 1,5 milhão o número de trabalhadores que desenvolvem pesca artesanal no país.

Em nota, a Secretaria Nacional de Pesca informou que ainda não foi definido como será feito o pagamento do auxílio emergencial para pescadores, se com o registro geral da categoria ou não.

Fonte: Lucas Pordeus León | EBC

Ouça o áudio: Pescadores artesanais pedem para serem incluídos no pagamento de auxílio emergencial

Deixe uma resposta