Médicos oferecem consultas remotas de graça para evitar que casos eletivos se exponham em hospitais

Médicos oferecem consultas remotas de graça para evitar que casos eletivos se exponham em hospitais

Médicos voluntários se organizam e fazem consultas online de graça. Por causa do novo coronavírus, os profissionais estão autorizados a fazer atendimentos à distância durante a pandemia. Dois médicos e um especialista em tecnologia criaram um site para conectar quem precisa de atendimento com quem tem formação, conhecimento e se dispõe a ajudar.

O que fazer diante da pandemia de Covid-19, com prontos-socorros lotados, expondo ainda mais as pessoas ao coronavírus e outras doenças, foi o que motivou o projeto. Quem explica é o oncologista Rafael Brandão, um dos idealizadores do Missão Covid. O médico deu entrevista à Rádio Nacional do Rio de Janeiro.

Sonora: “A dor inicial que nós tínhamos desejo de sanar era essa. Agente não sabe quando ele precisa ou não ir ao pronto-socorro. Uma pergunta que pra mim é simples, pro paciente não é. Por exemplo, febre é preocupante ou não é? Cabe pra gente adequar, entender e falar…”

Segundo os organizadores do projeto, em 3 semanas de existência, o Missão Covid já realizou mais de 5 mil atendimentos online gratuitos.

Mais de 400 médicos já se voluntariaram e estão inscritos na plataforma. Rafael Brandão lembra que nem todos os profissionais de saúde estão nos hospitais, mas isso não os impede de querer participar da batalha contra o novo coronavírus.

Sonora: “Os depoimentos assim ‘esse projeto tem me ajudado a me reconectar com minha profissão, com meu valor de missionário, com minha vocação de ser médico’. Porque os médicos também estão com agenda reduzida. Imagina médicos que só trabalham com procedimentos eletivos. Um dermatologista, por exemplo, ninguém está indo ao dermatologista. Então, ele consegue dar bastante tempo ao projeto. Tem ajudado bastante a gente.”

Para ser atendido é necessário entrar no site missaocovid.com.br. Para conseguir a consulta é preciso se cadastrar informando alguns dados como nome, idade e contatos. O médico Rafael Brandão detalha como é feita a consulta.

Sonora: “O paciente se inscreve e ele entra na fila. Alguém vai entrar em contato pelo número do telefone. Inicialmente por uma mensagem, o médico se identifica e pergunta como a pessoas está se sentindo…”

A portaria para permitir, temporariamente, a interação direta, a distância, entre profissionais de saúde e pessoas usuárias do SUS, de planos de saúde ou da rede privada, foi publicada dia 20 de março.

De acordo com o Ministério da Saúde, as consultas remotas, além de ampliar o acesso, evitam a exposição da população em hospitais e unidades de pronto atendimento, onde há possível circulação do coronavírus.

Link para consulta remota de graça: https://missaocovid.com.br/#home

Fonte: Rádio Agência Nacional

#Compartilhe #AcompanheAoVivo #SaúdeGCR #CuidandoBemdasPessoas #SantaCatarina #Saude #GovSC #Coronavirus #Covid19

Deixe uma resposta