Governo do Estado Santa Catarina cria plano de ações para a temporada de Verão

Foto: Mauricio Vieira / Arquivo / Secom

Um plano de ações está sendo desenvolvido pelo Governo do Estado para receber os turistas na temporada de Verão. O chefe da Casa Civil, Douglas Borba, o secretário da Administração, Jorge Tasca, a presidente da Santur, Flávia Didomênico, e a equipe do Escritório de Projetos (Eproj) discutiram na tarde desta quinta-feira, 26, no Centro Administrativo, os trabalhos a serem realizados por ordem de prioridade. 

“Precisamos deixar nossas cidades prontas para receber os mais de 2 milhões de turistas que visitam Santa Catarina no Verão. E não estamos falando apenas da presença de guarda-vidas nas praias. O planejamento do Governo engloba áreas distintas para que o visitante tenha a melhor experiência possível em nosso Estado”, afirmou Douglas Borba. 

As ações foram divididas em Essencial, Importante e Desejável. As essenciais abrangem projetos e investimentos da Celesc e da Casan para evitar problemas com o abastecimento de água e energia elétrica nos principais destinos catarinenses. Para melhoria da mobilidade urbana, um grupo deverá ser formado por Secretaria da Infraestrutura e Mobilidade, DNIT e Polícia Rodoviária Federal. Eles irão estudar estratégias para otimização do fluxo de veículos em horários de pico nas principais vias e estradas do Estado.

Foto: Mauren Rigo / Secom

Segundo a presidente da Santur, o Governo também tem o compromisso de divulgar ações e informar corretamente os visitantes. “Precisamos não só fazer melhorias, mas também mostrar para o turista tudo o que ele tem à disposição”, disse Flávia Didomênico. O intuito é que Santa Catarina, que já é considerado o melhor estado para viajar no Brasil, seja referência internacional no Turismo.

Trabalho conjunto

O plano de Verão do Governo do Estado inclui todo o trabalho das Forças de Seguranças por meio da Operação Veraneio, mirando a redução da criminalidade e dos casos de afogamento. 

Outras ações estão voltadas à acessibilidade nas praias, perda de crianças, lei seca, aumento da fiscalização da Vigilância Sanitária e do Instituto do Meio Ambiente (IMA), cuidados com proliferação de mosquitos, atendimento médico, campanhas para redução do uso de plástico e sinalização de rodovias e de pontos turísticos.

Fonte: Mauren Rigo – Assessoria de Comunicação Casa Civil
Site: www.scc.sc.gov.br
www.fb.com/casacivilsc / @CasaCivilSC

Deixe uma resposta